Vamos Assistir? | One Punch Man #SenpuuIndica

E aew galera, tudo trunks? Aqui é o Ghile e esse é mais um Senpuu Indica!

Sem a premissa de ser um super herói famoso e idolatrado, Saitama faz um treinamento rigoroso e se torna um guerreiro imbatível em um mundo onde ameaças sobre-humanas surgem a todo o momento para perturbar a paz. Essa talvez seria a sinopse ideal para esse curto anime de apenas uma temporada até o momento. Durante os 12 episódios acompanhamos a saga do herói e seu “discípulo”, Genos.

Mas, por que One Punch Man? O homem do único soco ou o homem de um soco só pode ser definido literalmente como em seu título. O herói é imensamente forte e derrota seus rivais com apenas um golpe. Algumas vezes trucida gigantes arrancando partes de seus corpos somente com esse soco.

O interessante é que a série mostra o quanto a vida do protagonista se tornou tediosa e muitas das vezes ele se pergunta se não vai aparecer alguém tão forte capaz de lhe proporcionar pelo menos uma luta justa já que, além do soco fulminante, ele possui uma resistência fenomenal.

O anime se passa no planeta Terra, onde cada cidade é designada por uma letra. Saitama, por exemplo, mora na cidade Z, um lugar comum, com pessoas comuns. Porém, uma parte da cidade não é habitável por algum motivo especifico. Começam então a surgir monstros querendo destruir, dominar e comandar os humanos, tudo bem clichê, o mais descarado possível. Essa é a sacada do anime.

Saitama vê a necessidade de treinar para derrotar essas ameaças, mas sem um fundamento, deixando claro em vários momentos que ele não se importa muito com as coisas ao seu redor. Ao mesmo tempo, ele não é um Vegeta da vida, arrogante e sem escrúpulos. Ele apenas demonstra tranquilidade em suas ações. Por exemplo, um gigante é derrotado e cai sobre várias casas e ele não demonstra se importar com isso, apesar de parecer que ele sabe que não havia pessoas por ali ou que fez isso por um bem maior. Isso fica mais explícito na falta de expressão em seu rosto, que em diversos momentos, dá a impressão de que o personagem não está se lixando para nada.

No desenvolvimento da narrativa, como já citei, começam a surgir novas ameaças como gigantes, seres do subterrâneo, do fundo do mar e extraterrestres. E nós conhecemos Genos, um ciborgue todo poderoso que fica espantado com o tamanho da força de Saitama e começa a viver com ele para ser seu discípulo. Depois de Genos, descobrimos que existem muitos outros heróis, inclusive uma liga na qual é preciso um cadastro e provas, juntamente com seus atos (deter os monstros em geral) para subir de qualificação, como um ranking de heróis.

A dublagem é sensacional.  Feita pelo Grupo Macias, tem muitas vozes conhecidas e é um complemento que enriquece a obra, usando de gírias e piadas bem colocadas, nomes de personagens mantidos do original, dando aquele toque brasileiro como os personagens Sonic Velocidade do Som, Cavaleiro Sem Licença e o Rei do Mar Profundo. A voz do protagonista é de Yuri Chesman, que tem em sua lista alguns personagens bem marcantes como o Gohan na fase Cell em Dragon Ball Z, o Gon em Hunter X Hunter e o Garra em Naruto.

Por falar nisso, eu senti vontade de assistir o anime completo depois de ver uma montagem com as falas mais engraçadas do Saitama lá no Facebook.

Com esses argumentos, convido você a assistir essa série e voltar aqui pra gente bater um papo sobre ela! É fácil de encontrá-la na Netflix.

Eu vou ficando por aqui e…

Jyuu Mousou!

About Guilherme Armelau

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*