Planeta dos Macacos: A Guerra | Crítica sem spoilers

Acabou. Chegou ao fim a trilogia O Planeta dos Macacos e o desfecho de toda história é extremamente incrível. Tem sido raro a construção de trilogias boas do início ao fim, mas a FOX conseguiu com êxito!

Planeta dos Macacos: A Guerra encerra com chave de ouro a história do apocalipse da raça humana. Se no primeiro filme tínhamos um macaco que queria a liberdade de sua espécie e no segundo um confronto entre símios, no terceiro a guerra é entre os humanos em busca da sobrevivência.

O filme traz na fotografia, trilha sonora e captura de movimentos a verdadeira emoção. Em várias sequências você se sente na floresta e o ar condicionado forte na sala de cinema faz crer que o inverno chegou e você está na jornada junto de César. Todos os atores, produtores e demais envolvidos merecem os parabéns não só por esse terceiro filme, mas por todos!

Tudo no filme é digno de aplausos. Desde as cenas de ação até a trilha sonora forte e impactante, que preenche toda a narrativa. A absorção provocada é tamanha que, quando o coração do protagonista se quebra com tristes acontecimentos, o nosso também se machuca. Quando César chora, nossos olhos também se enchem de lágrimas. De todos os protagonistas de trilogias, com certeza César está na lista dos melhores!

É perceptível que a intenção não foi realizar apenas um blockbuster, mas um drama extremamente emotivo e envolvente. A saída da sala de cinema é um convite para assistir ao filme original (1969) que deu origem a todo esse novo universo e assim colocar um fim no ciclo da história.

About Mozart

Vulgo Mozart Gomes é o Fundador , administrador e idealizador do Senpuu. Designer Gráfico, Mozenjaa é o responsável por todas as mudanças no layout do Senpuu, tanto as boas quanto as ruins. Fã de tokusatsu desde a era manchete, resolveu consumir diariamente todo o seu amor pelo tokusatsu, criando o Senpuu.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*