Senpuu Entrevista | Limonge

Fala, galera! Tudo trunks?

Aqui é o Ghile e como prometido trago a entrevista que fiz com o Renato Limonge, autor e compositor da música Geração 90.

Ghile: Conte um pouco sobre você para os nossos leitores! Seu nome é Limonge mesmo, é um apelido ou nome artístico?

Limonge: Meu nome é Renato Limonge, tenho 29 anos e sou de São Paulo, capital. O nome artístico não tem muito segredo… rs, como sempre me chamaram pelo sobrenome, acabei adotando-o como nome “artístico”. Gosto da sonoridade, acho diferente, interessante, desperta curiosidade e acabou funcionando super bem 🙂

limonge01

Ghile: Como e quando começou sua história com a música?

Limonge: A música sempre esteve presente na minha vida, mas de uns quatro anos pra cá começou a se intensificar consideravelmente. Tive algumas bandas na adolescência, mas sem resultados concretos (faltou dedicação também). Nesse meio tempo, me aprimorei em alguns instrumentos e nas composições, montei um home studio e comecei a produzir minhas próprias músicas. O resultado se deu com dois EPs lançados recentemente e o álbum que consolida as músicas que rolaram ao longo desse processo. É gratificante saber que esse trabalho, que saiu de um quarto da minha casa, feito em horários livres, tenha um resultado tão bom a ponto de me apresentar a um novo público!

Ghile: Conheci seu trabalho pelo Youtube. O que você acha dessa ferramenta de divulgação de trabalho?

Limonge: Acho fundamental. As redes sociais como um todo proporcionam essa descoberta do novo, a amplitude de conteúdo é praticamente infinita e dá a oportunidade de novos artistas, conteudistas, blogueiros, youtubers e similares tentarem seu lugar ao sol, tendo uma aceitação maior com um público sedento por informação nova a todo momento.

Ghile: Seu trabalho musical atual é o autoral? Já tocou/toca cover?

Limonge: Sim, todas as músicas são 100% autorais, compostas, gravadas e produzidas por mim. Já toquei em algumas bandas que priorizavam covers, acho que isso moldou muito a minha forma de compor e entender a música.

limonge02

Ghile: O clipe de “Geração 90” deu um up bacana no seu trabalho com andei pesquisando. Você está planejando um tipo de turnê para divulgação do álbum no geral?

Limonge: Bom, estamos planejando uma turnê por São Paulo e arredores para o final do ano. Além disso, tenho uma viagem marcada para Lisboa em outubro para divulgar o trabalho um pouco por lá também. Nesse meio tempo já divulgamos o álbum em programas da TV São Judas e TV Câmara e o clipe Geração 90 está na programação da Play TV e do Music Box Brasil. 2017 promete ser um ano de muitas novidades e expansão!

Ghile: Em um trabalho mais antigo (9 meses atrás) no canal do Youtube, o vídeo tem apenas você cantando e tocando os instrumentos. Conte um pouco sobre isso, a formação é banda ou solo?

Limonge: Na verdade, todo o álbum foi concebido em formato solo. Toquei todos os instrumentos, gravei, mixei, fiz as artes, cobrei escanteio, cabeceei rs. O clipe Luz busca retratar um pouco desse processo. O Mau e o PC (que me acompanham em apresentações ao vivo e estão na capa do álbum) tinham uma banda comigo que foi uma espécie de embrião pro álbum. Eles estão comigo agora para fortalecer o trabalho, eu sou o “Limonge” mas digo que agora somos uma banda, pois eles contribuem para que o álbum e as músicas tenham o peso merecido em apresentações ao vivo.

 

 

Ghile:  Qual seu primeiro registro sobre tokusatsu que você tem na memória?

Limonge: Jiban! Marcou muita minha infância, eu não perdia um dia! Lembro inclusive que em um episódio ele perde um braço e praticamente morre, isso foi bem traumático na época hahahaha. Também assisti muito Jaspion, Jiraiya, Kamen Rider Black e, por fim, Power Rangers.

Ghile: Como surgiu a música Geração 90? 

Limonge: É uma música extremamente sincera, não surgiu de caso pensado pra impactar um público específico. Lembro que estava em um período meio nostálgico e comecei a escrever sobre as referências que tinha quando pequeno e como isso fez com que eu me tornasse quem sou hoje, dai em diante a música praticamente se incorporou a letra e calhou na “geração 90”.

Ghile: E a ideia de fazer o clipe caracterizados de Power Rangers, além das referências como a revista Ultra Jovem? E as crianças que representam os adultos no clipe são seus filhos?

Limonge: A ideia original era aparecer fazendo cosplay de Mighty Morphin Power Ranger mesmo hahahaha! Mas o custo de fantasias com boa qualidade era absurdo então optamos por comprar os moletons e procurar por máscaras… Acabamos encontrando as da fase “Samurai” em ótimo estado e optamos pela liberdade poética de misturar os dois momentos sem perder a essência da caracterização. A revista Ultra Jovem era minha mesmo, tinha guardada como relíquia mesmo e achei que calharia no contexto. Sobre as crianças, nós nos conhecemos para gravar o clipe, juro que foi um mero acaso, estávamos procurando algumas que se parecessem com a gente quando crianças para simular a passagem de tempo e elas apareceram, principalmente indicadas por amigos, o resultado ficou ótimo!

 

limonge03

Ghile: Você conhece ou acompanha tokusatsu e animes atualmente? Se sim conte um pouco sobre o que acha de diferente dos antigos para os novos. Se não, tem vontade de assistir algo do gênero que ainda não conseguiu?

Limonge: Minha história com animes é mais intensa do que com tokusatsus. O tokusatsu marcou muito minha infância, da adolescência pra frente os animes cresceram na minha preferência. Assisti os mais clássicos e populares como Dragon Ball (Z, GT), Pokémon, Rurouni Kenshin, Saint Seiya… Ultimamente ando com pouco tempo, mas gostaria muito de assistir Fullmetal Alchemist que me disseram ser incrível, ainda não consegui parar pra ver com calma. Aceito outras sugestões dos leitores também.

Ghile: Obrigado pelo tempo dedicado a nós, o espaço é livre para deixar seu recado, fazer seu jabá e falar com os leitores do site.

Limonge: Eu que agradeço pelo espaço, espero que os leitores gostem do trabalho e se sintam representados pela música Geração 90 e pelo álbum como um todo. Se quiserem saber mais sobre o trabalho é só seguir minha página no Facebook ou acessar o site. Também é fácil me encontrar no Youtube, Spotify e outras plataformas de streaming da vida! Um abraço, –Obrigado–

limonge05

About Guilherme Armelau

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*